Home / Estado (página 10)

Estado

Zé Doca recebe R$ 3 milhões do Ministério das Cidades

O Ministério das Cidades liberou R$ 3 milhões para a prefeitura do município de Zé Doca, no Nordeste do Maranhão. A verba anunciada esta semana é referente a um pedido feito pelo deputado Waldir Maranhão a partir de uma verba parlamentar e consiste na aplicação dos recursos em melhorias urbanas.

De acordo com o Ministério das Cidades, o programa atende a um planejamento apresentado pela prefeitura assinado pela prefeita Josinha Cunha.

“A verba vai ajudar a prefeitura a realizar trabalhos de melhoria das vias urbanas. Concluídas as obras, num curto espaço de tempo, a população de Zé Doca certamente terá melhor qualidade de vida”, observa Waldir Maranhão.

O município de Zé Doca foi criado em 1988 e hoje possui cerca de 50 mil habitantes. Transformou-se num polo da microrregião do Pindaré, com um comércio que se sustenta principalmente do agronegócio. Zé Doca pode ser também transformado em um polo de biocombustível, por conta do interesse manifestado de empresas em explorar o negócio.

Sebrae no MA realiza mais de 12 mil atendimentos na 9ª Semana do MEI

Os técnicos e consultores credenciados do Sebrae realizaram 12.105 atendimentos durante a 9º Semana Nacional do MEI e 4ª Semana de Educação Financeira no Maranhão. Este número é 4,8% maior do que o registrado em 2016, quando foram realizados 11.550 atendimentos.

“Este resultado mostra que, com profissionalismo, dedicação e criatividade, é possível realizar mais e obter melhores resultados. Atuamos no estado inteiro, realizamos ações em 37 cidades maranhenses, ampliamos a capilaridade das ações com o apoio de uma rede de parceiros, públicos e privados, e desta forma conseguimos amplificar o atendimento para os pequenos negócios, em especial aos Microempreendedores Individuais”, comentou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Ao todo, durante a 9º Semana Nacional do MEI e 4ª Semana de Educação Financeira foram realizados 277 palestras e oficinas em 39 pontos de atendimento no estado. Além disso, foram realizadas 94 formalizações de MEIs, 5.107 orientações empresariais e 586 consultorias.

“Os resultados alcançados mostram a aceitação do Sebrae pelos empreendedores do estado. As metas para as Semanas do MEI e de Educação Financeira foram superadas com tranquilidade, porque o maranhense confia que a instituição está fazendo seu papel”, acredita o diretor técnico do Sebrae, José Morais.

A 9ª Semana do MEI e 4ª Semana de Educação Financeira aconteceu de 8 a 13 de maio. Na região dos Cocais as atividades foram desenvolvidas pela Unidade Regional do Sebrae de Caxias, que estendeu suas ações em 8 cidades: Caxias, Timon, Codó, Coroatá, Duque Bacelar, Matões, Parnarama e São Francisco do Maranhão. Nos seis dias de programação foram desenvolvidas 43 oficinas, 13 palestras e centenas de orientações técnicas e consultorias.

A unidade regional do Sebrae de São Luís foi quem mais realizou atendimentos no estado, seguida de Imperatriz (1.619) e Caxias (1.425).

MEI

No Brasil, os Microempreendedores Individuais já chegam a 7 milhões de pessoas que encontraram na formalização uma maneira mais segura de conquistar o seu espaço no mercado e

possuem, hoje, cidadania empresarial sendo incluídas no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), com vantagens como redução tributária e seguridade da Previdência Social, passando a ter direitos como aposentadoria, auxílios maternidade e doença, dentre outros.

No Maranhão, os MEIs já ultrapassam 92 mil, de acordo com estatísticas do Portal do Empreendedor do dia 30 de abril, sendo a capital São Luís o município que concentra o maior número, com 30.309, seguido de Imperatriz (8.145), São José de Ribamar (4.009), Timon (2.989) e Paço do Lumiar (2.444).

QUADRO

Semana do MEI em Números

Resultados da edição de 2017 superaram em 4,8% os registrados em 2016

                                                               2016          2017

Cidades                                               28              37

Atendimentos                                  11.550       12.105

Palestras e Oficinas                      229             277

Pessoas capacitadas*                  4.845          6.402

Formalizações                                197             94

Consultorias                                   647              586

Empresas investigadas no Piauí ganham contrato de R$ 15,7 milhões em Chapadinha

As empresas piauienses Dimensão Distribuidora e Distrimed Comércio e Representações vão ganhar uma verdadeira fortuna no interior do Maranhão.

As duas foram as vencedoras do pregão presencial nº 028/2017, no qual havia 3 lotes, realizado pela Prefeitura de Chapadinha e assinaram o contrato no dia 5 de abril.

De acordo com o Diário Oficial, a Dimensão Distribuidora, que pertence à Jadyel Alencar, ganhou 2 lotes e vai embolsar R$ 11.366.229.,08 milhões para fornecer medicamentos HAPA e Atenção Básica para os hospitais de Chapadinha.

Já a Distrimed, que é de propriedade de Mário Dias Ribeiro Neto e Luiz Carvalho dos Santos, vai lucrar R$ 4.401.280,00 milhões e vai entregar medicamentos Caps II/medicamentos Especiais/Caps para as unidades de saúde do município.

O contrato tem validade de apenas 9 meses e valor total de R$ 15.767.509,08 milhões

Esse não é o primeiro acordo milionário firmado pelas duas empresas piauienses. O Blog do Neto Ferreira já publicou diversos extratos de contratos nos quais tem como figura principal a Dimensão Distribuidora, pois tem “monopolizado” os acordos contratuais de medicamentos em Prefeituras do Maranhão, como em Santa Luzia, Cantanhede, Vitória do Mearim, Coroatá, Mirador.

A Dimensão e a Distrimed também são investigadas por fraude em licitações e desvios de medicamentos no Piauí.

Veja nos links abaixo:

Dono de empresa que ganhou milhões no governo Flávio Dino é investigado no Piauí

Empresa alvo da PF no Piauí fatura milhões da Saúde do governo Flávio Dino

Dimensão Distribuidora ganha mais um contrato de R$ 1,9 milhão em Cantanhede

Empresa investigada no Piauí fatura contrato de R$ 4,1 milhões em Santa Luzia

Dimensão Distribuidora fatura mais um contrato de R$ 2,06 milhões no Maranhão

chapadinha

coroatá2

coroatá3-768x227

distrimed1

distrimed

Fonte:Neto Ferreira

Terminado prazo para Levi Pontes apresentar defesa à Comissão de Ética

Expirou, na última quinta-feira 18, o prazo para que o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB) apresentasse defesa no processo que pede a cassação de seu mandato, por quebra de decoro parlamentar.

O pedido foi feito pela deputada Andréa Murad (PMDB) no início de abril, em representação analisada pela Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa do Maranhão desde a segunda semana deste mês, após receber parecer da Procuradoria da Casa pela admissibilidade da representação contra o parlamentar.

Procurado, Levi optou por não comentar se apresentou ou não defesa. Ele enfrenta, ainda, uma investigação paralela do Ministério Público do Maranhão, pela mesma suspeita de corrupção.

De acordo com o Código de Ética da Assembleia Legislativa, após a instalação de uma subcomissão de inquérito, o representado tem o prazo de cinco sessões ordinárias para apresentar defesa escrita e provas. No caso de não apresentação, a presidente da Comissão deve designar defensor dativo para oferecê-la, reabrindo igual prazo para representado se defender. Finalmente apresentada a defesa, a subcomissão de inquérito procederá às diligências e à instrução probatória que entender necessárias. Terminado esse procedimento, a subcomissão proferirá parecer no prazo de trinta dias, concluindo pela procedência da representação ou pelo seu arquivamento.

Levi Pontes é suspeito de negocia pescado adquirido com recursos públicos pela Prefeitura Municipal de Chapadinha, durante o período da Semana Santa, para distribuir em cidades que são suas bases eleitorais, notadamente, os municípios de São Benedito do Rio Preto e Santa Quitéria. O caso veio a tona após um áudio-bomba encaminhado pelo próprio deputado a um grupo de WhatsApp, provavelmente em erro de remetente.

Diante do escândalo, Levi chegou a emitir nota e usar a tribuna da Assembleia para se defender, alegando que o peixe havia sido comprado com recursos próprios pelo prefeito Magno Bacelar (PV). Essa versão, porém, acabou caindo por terra no mesmo dia, após o próprio aliado negar que houvesse acertado qualquer cota para políticos na distribuição do peixe para a população. Bacelar esclareceu também que o pescado foi adquirido com dinheiro da prefeitura.

Apesar da forte repercussão negativa, o Partido Comunista do Brasil não divulgou o resultado de uma reunião que definiria o futuro do correlegionário. O presidente da legenda no Maranhão, Márcio Jerry Barroso, e o governador Flávio Dino, maiores vultos do PCdoB no estado, também resolveram silenciar sobre a gravidade do conteúdo do áudio.

Deputado Wellington defende atualização dos limites territoriais de São Luís, Paço do Lumiar, Ribamar e Raposa

Na manhã desta segunda-feira (22), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) participou de ato de assinatura de três projetos de lei que tratam sobre a revisão cartográfica dos limites territoriais dos municípios da Ilha de São Luís. O objetivo é estabelecer a atualização dos limites de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.
Na ocasião, o deputado Wellington disse que essa já é uma luta antiga e que, se efetivada, atenderá demandas da população da Grande Ilha.
“Muito nos alegra saber que essa discussão possui um embasamento técnico e, assim, fundamentado na realidade de inúmeros maranhenses. Visitamos os moradores dos bairros Alto do Turu, Jardim Turu, Parque Vitória e adjacentes, além dos bairros Cohabiano e Cohatrac, o que nos fez perceber a incerteza que permeia a cabeça daqueles maranhenses, que não sabem a quem recorrer: se à Prefeitura de São Luís ou a de São José de Ribamar. No entanto, essa incerteza não se limita àquela região. Por isso, tal atualização envolve os limites territoriais não apenas de São Luís e São José de Ribamar, mas também de Raposa e Paço do Lumiar. Aproveito para solicitar que haja uma pactuação entre Governo do Estado e Prefeituras desses municípios, a fim de que essas políticas públicas como educação, saúde e segurança sejam, de fato, efetivadas. E que a população dessas áreas limites sejam realmente assistidas pelo poder público. Pois, já não aguentam mais serem tratados como invisíveis”, disse Wellington.
O ato aconteceu na Assembleia Legislativa e contou com a participação de técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), além do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando (PSDB); prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB); prefeita da Raposa, Talita Laci (PCdoB; vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro (PCdoB), além dos deputados estaduais Bira do Pindaré (PSB) e Júnior Verde (PRB).

SEMA realiza primeira capacitação para criação do CBH do Rio Preguiças

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) realizou, no dia 19 de maio, em Paulino Neves, a primeira capacitação com municípios para criação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Preguiças. Essa primeira etapa envolveu as cidades de Barreirinhas, Tutoia e Paulino Neves.

10 municípios estão dentro da Bacia: além dos já citados, Santana do Maranhão, Anapurus, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, Santo Amaro e Primeira Cruz. Participam da ocasião representantes do poder público, usuários de água e sociedade civil.

“Tal iniciativa é de grande importância para a gestão das águas. E não só a SEMA, mas todos os que participam desse processo se comprometem a deixar um legado”, disse o Supervisor de Gestão Participativa da Superintendência de Recursos Hídricos, Daniel Silva da Luz.

De acordo com o Coordenador do Pré-Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Preguiças, Israel Diniz, “essa não é uma tarefa fácil, principalmente por causa da nossa geografia. Grande foram os esforços pra chegarmos até aqui, com a criação do pré-comitê e teremos muito mais na luta pela criação do comitê”.

Na ocasião, foram discutidos os seguintes temas: Caracterização da Bacia Hidrográfica do Rio Preguiças; Construção do conceito de Comitê de Bacia Hidrográfica com os participantes; Comitê de Bacia Hidrográfica no Contexto da Política de Recursos Hídricos.

Além disso, os representantes dos municípios presentes fizeram uma descrição da situação atual da Bacia do Rio Preguiças em cada localidade. “Foi um oportunidade olharmos a partir da visão deles, despertando em cada um o sentimento de pertencimento da bacia. E essa caracterização servirá como subsídio para a proposta que será elaborada Comissão do Pré-Comitê”, explicou o técnico da SEMA, Raimundo Nonato de Sousa.

A segunda fase da capacitação será Santana do Maranhão, Anapurus e Santa Quitéria; o terceiro bloco entra Urbano Santos e Belágua; já no terceiro bloco será a vez de Santo Amaro e Primeira Cruz.

A Bacia representa 2% da área total do Estado e 135 km de extensão, uma área de 6.707,91 km, sendo formada por três rios: Preguiças (o principal e em sua maior extensão), Negro e Cangatã.

Campeonato Brasileiro de Quadrilhas Juninas acontece em Agosto em São Luis

Uma festa com as belezas dos festejos juninos, com muita dança, músicas e cores. A edição 2017 do Campeonato Brasileiro de Quadrilhas juninas já tem data para acontecer: dias 3, 4, 5 e 6 de Agosto na cidade de São Luís, capital do Maranhão. O concurso é uma realização da Confederação Nacional de Quadrilhas Juninas (CONAQJ), que tem sede em Aracaju, capital de Sergipe. O Campeonato Brasileiro  é o maior concurso de quadrilhas do Brasil, já que nele participam não somente quadrilhas do Nordeste, mas também de regiões como o Sudeste, o Norte e o Cento Oeste. Portanto, são 26 Estados mais o Distrito Federal participantes, cada um, após realizar suas eliminatórias estaduais, traz sua campeã para a grande final da Confederação Nacional. Cada quadrilha levará em média de 60 a 80 integrantes, apresentando um grande espetáculo com cenários, lindos trajes e a tradição do forró, baião e xaxado.
O evento acontece aberto ao público e contará com uma grande estrutura na Praça Maria Aragão.
Inf. Conaqj@hotmail.com
79 9 9162 1371

Venha experimentar a melhor tapioca da cidade de Alto Alegre na Mary Beiju

A tapioca é um produto 100% brasileiro, e conhecidos em todo o país, e a nossa cidade não poderia ficar de fora dessa iguaria, é por isso que a Marybeiju  está sempre oferecendo o que há de melhor em Tapiocas com diversos tipos de recheios doces e salgados, nos mais variados sabores.

Nossas tapiocas são preparadas com os ingredientes cuidadosamente escolhidos e uma receita que acompanha a família muitos anos.

Tapioca ou beiju (biju) é o nome da iguaria indígena tipicamente brasileira de origem indígena, feita com farinha de mandioca. Antes ela era feita ralando-se a mandioca a tapioca é uma herança indígena consumida em todo país. Em cada lugar, um jeito próprio de fazer esta delícia.

Segundo Mary, a maior vantagem do produto é ser um grande diferencial no mercado por existirem poucos negócios que investem em tapioca e, além disso, a tapioca é muito versátil e mais saudável que muitos alimentos, então ela pode ser tanto doce quanto salgada, trazendo um “leque” de opções muito grande para os consumidores. Existem tapiocas saudáveis e não saudáveis. É importante analisar quais os melhores recheios que definem ser mais leve. “A tapioca vem se tornando cada vez mais um produto adorado por todos os brasileiros, independentemente da região”, orgulha-se Mary.

Waldir Maranhão defende descentralização orçamentária para melhorar gerenciamento de contas públicas

O deputado Waldir Maranhão se comprometeu com prefeitos que participaram esta semana da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios que vai integrar a Frente Parlamentar Municipalista, proposta pelo deputado Herculano Passos (PSD-SP). Em vídeo divulgado neste sábado (20) o deputado se mostrou favorável a derrubada do veto ao Imposto sobre Serviços (ISS) e defendeu a descentralização orçamentária para melhor gerenciamento de contas públicas “Nem sempre há recursos disponíveis. Por isso é importante que uma nova forma de distribuição de recursos seja implantada”, observou.
Maranhão também se colocou a favor da Medida Provisória que permite parcelamento da dívida previdenciária. “Cerca de R$ 30 bilhões, de uma dívida de R$ 76 bilhões serão abatidos por meio dessa medida”, disse.