Home / Política (página 20)

Política

Vianey Bringel lidera corrida eleitoral em Santa Inês

A pesquisa foi feita nos dias 1 e 2 deste mês e ouviu 540 eleitores na área urbana e na zona rural de Santa Inês. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão com o número MA-02067/2016, de 15 de junho e possui margem de erro 4,1% e intervalo de confiança de 95%.

Na estimulada, Vianey Bringel aparece com 45,9% das intenções de votos. Ela é seguida por Cirino com 6,1%; pelo prefeito Ribamar Alves (PSB) com 3,5% [candidato a reeleição]; delegado Walter com 3% e Robert Bringel com 1,3%. Outros nomes foram citados, mas aparecem com menos de 1% cada. Dos que responderam não votar em ninguém são 3,1% e não sabe ou não respondeu 34,8%.

No primeiro cenário estimulado, a pré-candidata tucana aparece com 66,5%. Cirino vem logo em seguida com 11,9% e Delegado Walter com 7,2%. O prefeito Ribamar Alves aparece em quarto com somente 4,6% das intenções de votos. Fernando Ipiranga foi citado por 1,3% dos entrevistados e Sousa Neto (PROS) por 1,1%. Não sabe ou não respondeu somou 4,3% e nenhum dos candidatos, 3,1%.

Em uma segundo cenário, tendo somente Vianey Bringel e Ribamar Alves na disputa, a tucana aparece com 83,3% e o prefeito, 6,3%. Anulariam o voto 6,5% dos entrevistados e não sabe ou não respondeu somou 3,9%.

Em outro cenário, se a eleição fosse somente entre Cirino e Vianey Bringel, ela ganharia com 76,3% e seu adversário somaria 16,1%. Votos nulos somaram 3,5% e não sabe e não respondeu, 4,1%.

Em um último cenário com uma disputa entre Bringel e Delegado Valter, a pré-candidata do PSDB aparece com 80,2% e o outro candidato com 11,3%. Anulariam o voto 4,6% e não sabe e não respondeu somou 3,9%.

Com informações de O Estad

Vereador Gracinaldo reafirma que pré-candidato a prefeito de Codó pelo PP é Chiquinho do SAAE

gracinaldoO vereador Gracinaldo Ferreira (PP), em seu discurso na câmara municipal, abordou vários temas de relevância para os interesses da população codoense. Antes de explanar sobre os temas, o edil saudou a todos os presentes, em especial sua mãe, que estava presente no plenário, e aos correligionários que compareceram.

Resolvendo pendência de Dona Tânia

No início de suas palavras, o vereador abordou um problema que ocorrera com uma contemplada do programa Minha Casa, Minha Vida em Codó na semana passada. Há dias atrás, o parlamentar acompanhou o caso de Dona Tânia, que mesmo sorteada no programa, ainda não tinha recebido sua casa. Gracinaldo acompanhou a trabalhadora até o Banco do Brasil e o departamento responsável pelo programa na Prefeitura Municipal de Codó.

De acordo com o vereador, o caso finalmente teve solução. “Gostaria de agradecer a Coordenação do Programa Minha Casa, Minha Vida no Município de Codó, senhora Albeniza Pontes, por ter se colocado a nossa disposição e resolver o caso de Dona Tânia. Ela nos recebeu pontualmente e fomos juntos até gerência do Banco do Brasil para solucionarmos o problema da sorteada. E foi muito bom quando recebi o telefonema de Dona Tânia me dizendo que tinha assinado o contrato de sua casa e me mandou uma fotografia das chaves de sua nova casa. Hoje ela é só felicidade. Quero parabeniza-la e agradecer ao empenho de todos”. Gracinaldo ainda declarou a função do parlamentar é defender, representar e buscar soluções para os problemas da população.

Agradecimentos a PM de Codó

O vereador Gracinaldo fez questão de agradecer ao trabalho diligente da Polícia Militar de Codó que, mesmo diante da atual crise nacional e limitações do Estado, continua cumprindo seu papel de proteger a população. “A polícia vem realizando seu trabalho de forma compromissada, muitas vezes acima de suas atuais condições”. O parlamentar também citou a apreensão de um caminhão que transportava madeira ilegalmente no distrito de Cajazeiras. “Mesmo distante da sede, a cerca de 80 km do centro de Codó, a polícia estava lá, trabalhando e realizou a apreensão deste veículo, que estava sem a autorização dos órgãos responsáveis e a documentação necessária”.

De acordo com o vereador, o motorista só informou que a madeira fora retirada da localidade Raposa e estava sendo levada para cidade de Dom Pedro. Motorista e carga foram levados para a delegacia do município vizinho de São João do Soter. A carga estaria avaliada em R$ 10.000,00.

Gracinaldo encerrou sua participação ratificando que o Partido Progressista (PP) terá seu pré-candidato próprio no Município de Codó. “Nosso candidato a prefeito é Chiquinho do SAAE. Estamos com você nessa luta, nessa caminhada, nessa árdua jornada. Vamos juntos numa campanha política com o apoio do povo, das massas. É uma candidatura que tem a voz, o cheiro, o jeito e a alegria do povo”.                   Ascom

PDT DE TIMBIRAS LANÇA CANDIDATO A PREFEITO NO DIA 30 DE JULHO

IMG_20160620_231711O Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Timbiras realizará a sua convenção partidária, para escolher o candidato a prefeito, vice-prefeito e vereadores para as eleições de outubro próximo, no dia 30 de julho, sábado.

A convenção acontecerá no Centro de Ensino Paulo Freire. O encontro dos partidários do PDT terá início as 8 da manhã e encerra as 17 horas.
O presidente da Comissão Provisória do PDT em Timbiras, ex-prefeito Nonato Pessoa, afirmou que esta programada uma grande concentração dos pedetistas e dos membros dos partidos aliados no Iraque Show, após o encerramento da convençao do PDT.
“Os candidatos a prefeito, vice-prefeito, vereadores e partidos aliados sairão da escola Paulo Freire em caravana até o Iraque Show, onde comemoraremos o lançamento oficial do movimento para retirar Timbiras do retrocesso”, declarou Nonato Pessoa.
Segundo Nonato Pessoa, esta previsto as presenças do presidente do Diretório Estadual do PDT, deputado federal Weverton Rocha, e do deputado estadual Fábio Macêdo na convenção do PDT de Timbiras. O deputado estadual Fábio Braga (SD), também, confirmou presença na convenção.
Estão programadas realizações de outras convenções partidárias, na mesma data, de partidos políticos que apoiam o nome do candidato a prefeito do PDT.

Deputados maranhenses Alberto Filho(PMDB) e Andre Fufuca (PP) votam contra a cassação de Cumha

downloadVeja como ocorreu a votação.

Votação
Veja como votou cada deputado integrante do Conselho de Ética:

A favor da cassação
Marcos Rogério (DEM-RO), relator do processo
Sandro Alex (PSD-PR)
Paulo Azi (DEM-BA)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Nelson Marchezan (PSDB-RS)
Zé Geraldo (PT-PA)
Betinho Gomes (PSDB-PE)
Valmir Prascidelli (PT-SP)
Leo de Brito (PT-AC)
Tia Eron (PRB-BA)
Wladimir Costa (SD-PA)

Contra a cassação
Alberto Filho (PMDB-MA)
André Fufuca (PP-MA)
Mauro Lopes (PMDB-MG)
Nelson Meurer (PP-PR)
Sérgio Moraes (PTB-RS)
Washington Reis (PMDB-RJ)
João Carlos Bacelar (PR-BA)
Laerte Bessa (PR-DF)
Wellington Roberto (PR-PB)

Complementação de voto
Na sessão desta terça, Marcos Rogério apresentou complementação de voto para reforçar a defesa pela cassação do mandato de Cunha. Para ele, o peemedebista se utilizou de trustes e empresas “de fachada” para ocultar o recebimento de propina de contratos da Petrobras.

“O deputado se utilizou de engenharia financeira para dissimular o recebimento de propina. Creio que a única sanção aplicável é a perda de mandato, pois a mentira foi premeditada e realizada com a finalidade de minar a Operação Lava Jato”, sustentou Marcos Rogério. “O que há aqui é uma verdadeira laranjada”.

O relator afirmou ainda que não afastou “a presunção da inocência de Cunha por arbítrio”. “Ela foi afastada pelas robustas provas. Querem conhecer as provas, olhem para o processo”, sugeriu.

O relator encerrou sua fala dizendo: “Estamos diante do maior escândalo que esse colegiado já julgou. Não se trata de omissão e mentira, mas de uma trama com a finalidade de ocultar uma série de crimes”.

Tia Eron
A votação estava inicialmente prevista para a semana passada, mas Rogério pediu tempo para elaborar a apresentar complementação de voto. O adiamento para esta semana foi uma estratégia dos adversários de Cunha para ganhar tempo e tentar convencer a deputada Tia Eron (PRB-BA), detentora do voto decisivo, a apoiar o parecer pela cassação.

Presença mais aguardada da sessão, Tia Eron chegou ao plenário do Conselho de Ética por volta de 14h20 e passou a ser cumprimentada por aliados e adversários de Cunha. Questionada pelo G1 se ela já havia definido voto, afirmou: “Não acredito. Vocês já puseram voto para mim”. Questionada se participaria da votação, foi incisiva: “Se vocês me derem paz”.

Em seguida, ela foi abordada pelo advogado de Cunha, Marcelo Nobre, que trocou algumas palavras com a deputada e prestou “apoio” pela “pressão” dos últimos dias. A parlamentar apenas acenou a cabeça, enquanto segurava a mão do advogado.

Ao votar a favor do relatório de Marcos Rogério pela cassação de Cunha, a deputada, que fez um discurso de mais de dois minutos aos colegas e à imprensa, foi aplaudida pelos colegas. Adversários de Cunha chegaram a comemorar o voto (veja vídeo acima).

Em sua fala, ela ressaltou que seu partido jamais negociou cargos com o governo em troca de votos contra a cassação de Cunha. “Em relação à minha consciência é nela que moram os valores e reside a verdade. O meu partido, quando foi colocado no imaginário balcão onde a chantagem seria a moeda de troca, o PRB, lá não se trocam cargos. Nossa política é diferente. Em função disso, eu votei pela admissibilidade do processo de impeachment. Fui hostilizada até pelas mulheres. De todo modo, meus pares, eu não posso aqui absolver o representado nessa tarde. Eu não posso. Eu voto sim”, disse a deputada, ao declarar o voto.

Por 11 a 9, Conselho de Ética aprova parecer pela cassação de Cunha

cunha_waldirO Conselho de Ética aprovou, por 11 votos a 9, parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) pela cassação do mandato do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), nesta quarta-feira (14). A decisão ocorre uma semana após ser divulgado que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão de Cunha ao Supremo Tribunal Federal (STF).

No processo, o peemedebista é acusado de quebra de decoro parlamentar por manter contas secretas no exterior e de ter mentido sobre a existência delas em depoimento à CPI da Petrobras no ano passado.

Segundo o relatório de Marcos Rogério, trustes e offshores foram usados pelo presidente afastado da Câmara para ocultar patrimônio mantido fora do país e receber propina de contratos da Petrobras. O deputado diz no parecer que Cunha constituiu os trustes no exterior para viabilizar a “prática de crimes”.

Em nota publicada após a votação, Cunha diz que “o processo tem nulidades gritantes” e que vai recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ele afirma ter “absoluta confirança” de que reverterá a decisão e que é inocente da acusação de mentir à CPI.

O advogado de Cunha, Marcelo Nobre, disse que deve recorrer. “Vamos decidir sobre recurso à CCJ. Não há provas contra meu cliente”.

SAIBA QUAIS SERÃO OS PRÓXIMOS PASSOS DO PROCESSO DE CUNHA

Com a aprovação do relatório, a defesa de Cunha tem cinco dias úteis, a partir da publicação do resultado no “Diário Oficial da Câmara”, para recorrer à CCJ. Mas a comissão pode opinar apenas sobre aspectos formais do relatório – não sobre o mérito.

Em seguida, o processo vai para votação no plenário da Câmara. Qualquer punição só poderá ser aprovada em definitivo com o voto de ao menos 257 dos 512 deputados (Cunha está com o mandato suspenso e não pode participar de sessões na Casa).

No momento em que o presidente do colegiado, José Carlos Araújo (PR-BA), proclamava o resultado contra o peemedebista, deputados e servidores gritaram “Fora, Cunha!” no plenário onde ocorreu a votação.

Ricardo manda recado ao PMDB, mas partido quer distância dos Murad

imagesFora dos planos do PMDB, enrolado com a justiça e tentando sobreviver politicamente o ex-deputado estadual, Ricardo Murad (PMDB), que nesse momento não tem nada a perder, tenta convencer a cúpula da legenda de que o partido precisa de um nome mais experiente na disputa pela Prefeitura de São Luís. No caso, ele mesmo.

Ricardo já declarou que é candidato ao Governo em 2018, mas não se intimidaria em antecipar seus planos em dois anos. O fato de não ter foro privilegiado tem trazido sérios problemas para o ex-secretário de Saúde acusado de participar de um esquema que desviou mais de R$ 150 milhões do programa Saúde é Vida, e também de desvios de verbas através da terceirização dos serviços da Secretaria de Saúde. Ricardo aposta que consegue atrair muitos votos na capital por já ter sido o deputado mais votado na capital.

Todos esses indicativos foram dados em uma postagem sua no Facebook. Como não tem o que fazer, ultimamente, além de se reunir com advogados para não ser preso, Ricardo aproveita as redes sociais para palpitar sobre governo Dino e tentar ser ouvido por aliados políticos.

Em postagem neste sábado, após a divulgação da pesquisa Economética, Murad afirma que “no primeiro turno a opção nenhum ganha de todos, o que comprova a tese de que o eleitor ainda está à procura de um nome”. Ele só esquece, por exemplo, que sua filha a deputada estadual Andrea Murad, também estava no levantamento e atingiu   1,3% das intenções de voto, ou seja, até Ricardo sabe que a filha dele não passa de uma aventureira na impossibilidade do pai, e confirma que em São Luís a família Murad é sinônimo de corrupção e roubalheira.

Em outro trecho, ele também comenta que dos nomes que foram mostrados na pesquisa nenhum tem experiência administrativa que São Luís necessita, mas foi o próprio Ricardo que bancou a pré-candidatura de Andrea.

O chefe de organização criminosa, segundo a PF, ainda diz que as candidaturas de Eliziane e Edivaldo estão estagnadas. Como, se o prefeito em um ano tirou uma diferença de 25%? Pesquisa se analisa o contexto e o desempenho ao longo do tempo, não apenas os números em si.

Por fim, ainda joga uma indireta ao PMDB: “São Luís ainda está à procura de um administrador experiente, com competência comprovada”. Mas nem que Ricardo fosse pedir de joelhos a Sarney, o partido permitiria sua candidatura. Tanto o ex-secretário, quanto a própria deputada Andrea, são excluídos de qualquer decisão da legenda. Existe um sentimento de que ambos trazem mais problemas que solução, além do individualismo de Ricardo e de sua mala de processos.

No ostracismo, em via de perder a prefeitura de Coroatá, o desespero bate na porta da família Murad que está vendo os cofres secarem um por um.

Grande multidão prestigiou o pré lançamento da candidatura de Nonato Pessoa a prefeito de Timbiras

IMG_20160606_130117O lançamento da pré-candidatura de Nonato pessoa à prefeito de Timbiras foi  um sucesso. Mais de 1.300 pessoas estiveram na tarde de sábado (04) no Iraque Show prestigiando o encontro político-partidário do PDT. Na oportunidade foram lançados, também, as pré-candidaturas à vereador de várias lideranças politicas, sindicais e comunitárias de Timbiras.

O presidente do Diretório Regional do PDT, deputado federal Weverton Rocha, e os deputados federais Fábio Macedo e Fábio Braga, prestigiaram o pré-lançamento da candidatura de Nonato Pessoa. O deputado Fábio Macedo visitou Nonato Pessoa na casa dele. O parlamentar não participou do encontro no Iraque Show, porque teve que viajar para outro município.IMG_20160606_130006

Na solenidade do lançamento da pré-candidatura de Nonato  Pessoa centenas de pessoas marcaram presença. Vereadores, suplentes de vereador, pré-candidatos a prefeito do PSDB, PDT e do PC do B, Dr. Borba, Anderson Morroe e Carlinhos Borba, respectivamente, marcaram presença.IMG_20160606_130027

Na oportunidade, o presidente do Diretório Estadual do PDT, deputado federal Weverton Rocha, falou para os presentes sobre a emoção do partido de ter um pré-candidato a prefeito de Timbiras, como Nonato Pessoa. O deputado estadual Fábio Braga (SD), também, fez uso da palavra.IMG_20160606_130059

Os pré-candidatos a prefeito de Timbiras, Carlinhos Borba (PC do B),  e Dr. Borba (PSDB) prestigiaram a pré-candidatura de Nonato Pessoa e fizeram pronunciamentos.

Nonato Pessoa, ao falar para os amigos que estavam no Iraque Show, agradeceu a presença de todos e afirmou que irá trabalhar com força e compromisso para esse desafio que está sendo convidado em ajudar a recuperar Timbiras do recesso e sofrimento que está sofrendo a cidade e a zona rural.

O lançamento da pré-candidatura de Nonato Pessoa deu uma demonstração que o PDT timbirense está forte para ganhar a prefeitura municipal.

Por Marcelo Rocha

Quem Não Pode Ser Candidato

codonoticiasQuem Não Pode Ser Candidato

Nas eleições municipais 2016 serão escolhidos os prefeitos e vereadores das cidades brasileiras, e para se candidatar é preciso seguir uma série de requisitos. Mas nem todos os cidadãos podem tentar uma candidatura, pois são considerados inelegíveis, isto é, não estão aptos de acordo com a lei para concorrer a um cargo eletivo.

Quem não pode disputar um cargo eletivo

  • os que não possuem alistamento eleitoral (aqueles que não têm título de eleitor);
  • os analfabetos (que não sabem ler e escrever);
  • os que não tiverem nacionalidade brasileira;
  • os que não estão em dia com a Justiça Eleitoral;
  • os homens que não possuem a situação militar regularizada;
  • quem não estiver filiado a um partido político por pelo menos 6 meses antes da eleição;
  • quem não tiver o domicílio eleitoral no município que irá concorrer.

Quem não pode ser vereador ou prefeito

Parentes do atual prefeito do mesmo município, ou de quem o substituir, até segundo grau (mãe, pai, filho, filha, avô, avó, neto, neta, irmão e irmã), por afinidade (sogro, sogra, genro, nora, cunhado e cunhada), ou por adoção, não podem se candidatar se o prefeito, ou quem o substituir, estiver no primeiro mandato.

Caso o prefeito, ou quem o substituir, estiver no segundo mandato e se afaste do cargo 6 meses antes da eleição, a candidatura dos parentes citados anteriormente passam a ser permitidas. Por exemplo, o irmão do prefeito só pode se candidatar se o prefeito estiver no segundo mandato e se ele se desligar do cargo 6 meses antes da eleição.

Aplicação da Lei Ficha Limpa

Além dos impedimentos citados acima, ainda existe a aplicação da Lei Complementar nº 135/2010, mais conhecida como Lei Ficha Limpa, que impede a candidatura num prazo compreendido desde a condenação até 8 anos após o cumprimento da pena de quem tiver representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, sem a possibilidade de recurso, por abuso do poder econômico ou político.

A Lei Ficha Limpa ainda proíbe a candidatura de quem for condenado, em decisão sem a possibilidade de recurso pelos crimes:

  • contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público;
  • contra o patrimônio privado, o sistema financeiro, o mercado de capitais e os que estão previstos na lei que regula a falência;
  • contra o meio ambiente e a saúde pública;
  • eleitorais, que estabelece penas que privam a liberdade;
  • de abuso de autoridade, quando houver condenação à perda de cargo ou à impossibilidade de exercer função pública;
  • de lavagem ou ocultação de bens, direito e valores;
  • de tráfico de entorpecentes e drogas afins, racismo, tortura, terrorismo e hediondos;
  • de redução à condição análoga à de escravo;
  • contra a vida e a dignidade sexual;
  • praticados por organização criminosa, quadrilha ou bando.

Conheça tudo o que diz a Lei de Inelegibilidade.

Veja também

Monteiro e Amovelar unidos para derrotar Murad em Coroatá

luis da amovelarUma reunião na sede do PT em São Luís, confirmou o nome de Luís da Amovelar Filho como pré-candidato a prefeito de Coroatá. O jovem esteve na capital ao lado ex-vice prefeito Domingos Alberto e do seu pai o ex-prefeito Luís da Amovelar.

A pré-candidatura foi aceita por aclamação pelo diretório estadual. “Se temos chances reais de vencer as eleições em Coroatá com Luís da Amovelar Filho, o partido está com ele nesta decisão, se era o apoio do partido que faltava, agora não falta mais”, destacou o presidente da legenda, Raimundo Monteiro.

Luís da Amovelar Filho aproveitou para agradecer o apoio da legenda. “Tenho convicção que esta é a nossa hora, a hora da juventude ajudar a reconstruir Coroatá, por isso aceitei o desafio colocado pelo nosso povo e disputarei a eleição deste ano ao lado de Domingos Alberto e de todas as lideranças de oposição que quiserem o bem de Coroatá, agradeço o apoio do meu partido e garanto que não os decepcionarei” .

O presidente Raimundo Monteiro ainda lembrou que o apoio do governador vai se fundamental para acabar com a oligarquia Murad no município.

“Quando formos sentar com o governador Flavio Dino, tenham certeza de que Coroatá será uma das prioridades do partido”.